Siga-me por e-mail...

domingo, 23 de março de 2014

Que loucura

Uma loucura
Tanta futilidade
Às vezes é inútil
Falar a verdade
Que loucura
Achar que tudo está bom
Só que não!
As vezes a vida
É só desilusão...

By: José Lucas.

terça-feira, 28 de maio de 2013

Segundos

Por alguns segundos
Me senti o homem mais feliz do mundo
E é só...
Só que segundos, é muito pouco
Quero ser feliz pra vida inteira.

By: José Lucas.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Aquarela


Não repare meu sorriso amarelo
Devido ao meu cansaço esroxeado
Nem repare se meu amor não é tão vermelho
Se notar em meu tom azul nostálgico
Que estou a verdes esperanças
De que a branca paz
Mude o mundo
E que uma bela aquarela
Mude o que for
Estranho e sem cor
Que mude também
O tom do meu viver.

By: José Lucas.

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Meu lugar

Meu lugar
É música, calor e paz
Onde quer que se vai
Faz-se amigos demais
Mas, infelizmente nem tudo é feliz
Há muita gente esquecida aqui
Um povo impávido, guerreiro
Com braço forte
E que vida desafia
Nosso peito a própria morte
Mas, verás que um filho teu não foge a luta
E entre outras mil
Povo varonil
São bravos
Brasis
Brasileiros.

By: José Lucas.

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Como é ruim sentir saudades


Da alegria
Que se faz em pensamentos
De lembranças
E momentos
Mas que neste momento
De peito aberto
Coração apertado
Rosto sofrido
Lábios calados
Os olhos inchados
Das lagrimas que rolam
E caem sem parar
Memórias que nos outorgam a acreditar
Que nada disso é verdade
Mas como são constantes e intensas
As tristezas
De ver e saber que se foi
Só sei por agora
O como é ruim sentir saudades.

By: José Lucas.

domingo, 22 de julho de 2012

A falta

Que falta me faz um amor
Que falta me faz amar
Que falta me faz alguém
Em que eu possa contar
E agora resta saber
Se a falta que quero esquecer
Você está disposta a ajudar
Quero meu amor lhe entregar
Para nunca mais deixar faltar.


By: José Lucas.

domingo, 15 de julho de 2012

Se acabou

O mundo caiu
A lua sumiu
A luz se apagou
A vida parou
Tudo se distanciou
A boca se calou
O ouvido se fechou
O ar se esgotou
E quando nada sobrou
Foi que se notou
Que na verdade
O amor se acabou.

By: José Lucas.